Inovação em Desenvolvimento Local: oficina aborda os desafios da internalização nas políticas e processos empresariais

A segunda oficina do projeto conjunto de IDLocal e ISCV tratou das dificuldades internas encontradas pelas empresas na hora de atuar em territórios 07/04/2015
COMPARTILHE

Milene Fukuda

Inovação em Desenvolvimento Local é um projeto que nasceu da junção de duas iniciativas empresariais do GVces – a Iniciativa Desenvolvimento Local e Grandes Empreendimentos (IDLocal) com a Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor (ISCV) – e possui como objetivo o fomento da inovação na atuação e relacionamento de grandes empreendimentos e/ou suas cadeias de valor nos territórios onde se inserem e atuam.

O Ciclo 2014 possui dois focos de atuação: os desafios internos para a inclusão de práticas de desenvolvimento local nas políticas e processos empresariais , e a articulação com os atores locais dos territórios. A primeira oficina foi realizada no começo do ano e tratou de pensar os elementos de uma agenda de desenvolvimento local. Já a segunda oficina do Ciclo de 2014, que foi realizada no dia 22 de maio, aprofundou o primeiro dos focos de atuação previsto na agenda.

null

A internalização foi tratada no âmbito de política de contratação de mão-de-obra local e da cadeia de valor, e também no âmbito de ações e impactos na economia e desenvolvimento local. Foi feito um mapeamento dos “braços” de uma empresa que podem se relacionar direta ou indiretamente com o território a fim de ilustrar a importância do nivelamento e da integração de objetivos e ações, entre as diferentes áreas– incluindo supply chain, RSC e relacionamento comunitário - e de seus institutos/fundações e sua cadeia de valor, nas práticas de desenvolvimento local.

Durante a oficina de Inovação em Desenvolvimento Local houve uma troca de experiências a fim de construir elementos de argumentação para facilitar a internalização de práticas de inovação em desenvolvimento local na gestão empresarial. Mauricio Born, consultor com experiência no desenvolvimento e aplicação de estratégias e programas socioambientais, foi convidado a compartilhar os seus aprendizados como gestor, e ressaltou os valores gerados para as diversas áreas de uma empresas a partir de uma integração de políticas, processos e práticas de relacionamento com o território. Os valores gerados vão além da imagem e reputação positiva, pois favorecem que a empresa opere em um ambiente mais favorável, com menor risco de demandas judiciais e maior rentabilidade e eficiência da operação.

null

O próximo encontro ocorrerá no dia 2 de julho e será no formato de GT (grupo de trabalho) que fará um detalhamento dos desafios de internalização para a construção de um material que será posteriormente publicado. A oficina sobre articulação com atores locais ocorrerá no dia 22 de julho.

Clique aqui e confira as facilitações gráficas realizadas durante a oficina.

Fotos: Felipe Frezza (GVces)